Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46

Blog

Ex-viciado volta a Cracolândia para evangelizar: "É a realidade que vivi"

Ele passou quatro anos infernais na chamada Cracolândia (São Paulo). Mas, Tiago Ideal Nogueira, de 35 anos, conseguiu dar a volta por cima e superar seus vícios. Hoje, ele atua como missionário e é reconhecido por ser o melhor aluno do curso na faculdade de Direito que frequenta na zona leste da capital paulista.

Foi graças a ação da Cristolândia, um projeto cristão que ajuda usuários do crack a deixarem a droga, que Tiago conseguiu mudar de vida. Em entrevista para a BBC Brasil, ele conta mais detalhes de sua transformação. "Entrei pela porta da Cristolândia no dia 8 de maio de 2012, às 15h30, após quatro anos vivendo no fluxo", disse ele exatamente na praça Princesa Isabel, local onde costuma conversar com usuários da nova cracolândia.

O processo foi longo, até Tiago se tornar missionário. Primeiro ele passou dois anos fazendo tratamento ONG cristã. Depois disso passou a trabalhar e suas atividades incluíam ajudar no banho, servir alimento e orientar usuários a aceitarem o tratamento. Agora, ele se prepara para um novo desafio e diz que quer trabalhar no setor público visando prestar uma melhor ajuda aos viciados. "Meu sonho é ser defensor público", ressalta.

Melhores notas:

Graças a Cristolândia, Tiago tem uma bolsa na faculdade e faz por merecer. O aluno apresenta notas altas em quase todas as disciplinas. "A matéria que mais gosto de estudar é Direito Civil, e tirei nove notas 10. Estou no segundo ano e luto para manter esse ritmo", conta. Eliana Berta Fernandes Corral é a coordenadora do curso. Ela afirma que Tiago é destaque em meio aos 600 alunos. "As notas dele são realmente acima da média, e ele sempre participa das aulas e das nossas atividades. Temos orgulho dele na faculdade", coloca.

Além disso, Tiago aposta no rap para levar o Evangelho. O estilo musical surgiu dentro das atividades de música durante o tratamento. O missionário escreve canções, canta em igrejas e nos cultos da Cristolândia. Ele até gravou um CD intitulado Divinamente Rap. "Nunca posso achar que estou bem, sempre estou em progresso. Ajudar as pessoas me faz bem, porque todos os dias me deparo com a realidade que vivi", disse.

Como tudo começou?

Aos 12 anos Tiago acabou perdendo sua mãe. Três anos depois ele perdeu seu irmão mais velho. Aos 20 anos viu sua avó morrer de câncer. Vivendo com o tio, ele afirma que nessa época, nada lhe faltava. "Eu morava bem, trabalhava com meu tio e andava com carrão, bem vestido e perfumado". Apesar disso, ele conta que lhe faltava algo: o diálogo. "Não tive pai, nunca soube quem ele era, e sentia falta de uma orientação, de alguém com quem conversar. Meu tio me dava tudo, menos isso".

As drogas apareceram durante sua adolescência. "Comecei a usar cocaína na balada, junto com bebida. Para um adolescente, estava tudo legal", diz ele."O crack seguia sempre comigo. Eu trabalhava e ia para as baladas com ele junto, até o momento em que ele pede exclusividade. E, em 2009, eu fui morar nas ruas por causa disso", contou.

Fonte: MG


Categorias

TESTEMUNHOS