Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46

Blog

Pastor alerta sobre desenhos que promovem homossexualidade e zoofilia

O programa Bate-Papo, veiculado pela Rede Super nesta segunda-feira (28), abordou a temática “Desenhos animados inadequados”. Para discutir o assunto, participaram os líderes evangélicos Igor Cicarini e Daniel Aredes.

Igor, que é da juventude da Igreja Batista da Lagoinha, tem uma visão negativa sobre Os Simpsons. “Eles deturpam todos os valores que nós entendemos como família e tiram sarro mesmo da família tradicional e descredita a autoridade do pai e da mãe”, afirmou.

Daniel Aredes, por sua vez, complementou a fala do pastor.  “Um pai irresponsável, que gosta de um barzinho, gosta de uma cerveja, não tem autoridade dentro de casa e a mãe totalmente superficial”, opinou.

“Para ela está tudo certo, tá tudo bom. O Bart que é um menino terrível e bagunceiro, e tem hora que é aplaudido pelas coisas que ele faz. Também tem homossexualismo, a irmã da mãe deles que resolve casar com outra mulher e tudo… Parece muito inofensivo, mas é muito perigoso”, acrescentou.

Igor, no entanto, foi questionado pelo fato de Os Simpsons ser uma série animada cujo público direcionado é adulto. Mas rebateu: “Sim, mas tem a questão da acessibilidade”. Daniel afirmou que “nem pra adulto dá”.

Outro caso mencionado pelos pastores foi A Hora da Aventura, que acreditam também ter conteúdo impróprio para pessoas de qualquer idade. “A Hora da Aventura é um desenho totalmente pernóstico, um desenho totalmente inapropriado para qualquer faixa etária e passa em canal aberto em horário de manhã e pela tarde”, afirmou Igor.

Ele ainda afirmou que parafilias sexuais são abordadas no desenho. “Trata de lesbianismo, a princesa é apaixonada por uma vampira. Trata de zoofilia, o rei do gelo teve relação sexual com um pinguim e os dois têm um filho”, disse.

“Eles ensinam a brincar de bola com o ânus e as crianças usam camisetas. Os pais nem sabem o que acontecem”, acredita o pastor, endossado por seu colega, Daniel Aredes, que também mencionou episódios.

“Tem um episódio que o banheiro é amigo deles e o banheiro mostra todas as coisas que ele gosta de fazer dentro do banheiro, inclusive pensar em mulher e se masturbar”, afirmou.

Fonte: GP


Categorias

Reflexão