Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46

Blog

Lula diz que não chegou aonde chegou “sem o dedo de Deus”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua sua peregrinação pelo Nordeste, numa tentativa de garantir atenção da mídia e continuar se defendendo dos indiciamentos da Lava Jato em discursos cheios de frases de efeito e ameaças a seus algozes.

Na noite desta quinta-feira (31), durante evento em Ouricuri, no sertão de Pernambuco, seu estado natal, afirmou que não teria chegado onde chegou “sem o dedo de Deus”.  Disse ainda que deseja voltar a governar o país por que “queria provar que sei cuidar deles [o povo]”.

Em franca campanha para 2018, ele defendeu o Nordeste, que parece ainda ser seu único esteio eleitoral. Também atacou “as elites”, pois, segundo ele, foram elas as responsáveis pelo impeachment da ex-presidente Dilma, que completou um ano.

Sem comentar o estado calamitoso que o PT deixou as contas públicas, repetiu vários slogans antigos de seu partido “As pessoas que são ricas não deram nenhuma importância e diziam que o Lula criou o Bolsa Família e que isso ia deixar todo mundo vagabundo”, disse.  “Eles derrubaram a Dilma porque o PT estava mostrando que o pobre não tem de morar na senzala.”

Encerrou dizendo que a “mídia” deveria pedir desculpas à população, caso ele venha se inocentado das acusações.

Curiosamente, Lula usou a expressão “dedo de Deus” em Pernambuco sete anos atrás, quando se despedia da presidência.

“Não é normal um retirante sair fugido da fome de Caetés, se tornar presidente da República. Isso tem dedo de Deus”, afirmou ele durante seu último evento oficial no Estado natal. Na mesma ocasião, o então presidente afirmou que poderia se tornar pastor após deixar o cargo. 

Fonte: Folha


Categorias

POLÍTICA