Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, Ele é tudo o que eu preciso. (Salmo 73:26)

Deus é fiel e Jesus salva!

Blog

"A perseguição aqui está como nos tempos de Paulo", diz pastor preso na Índia

Sete pastores foram presos no norte da Índia e podem enfrentar anos de prisão depois de terem sido acusados ​​de “conversão forçada”. Eles estavam em uma reunião de oração na casa de uma irmã recém convertida quando membros muçulmanos de sua família invadiram o local e alegaram que eles obrigaram a mulher a se converter.

Apesar dela ter dito que as alegações eram fruto da falta de vontade de sua família muçulmana em aceitar que seus entes queridos se converteram ao cristianismo, os pastores foram presos. A Associação Cristã Britânica/Ásia, com sede em Londres, alertou sobre as prisões dos pastores no Estado de Uttar Pradesh.

Eles foram acusados nos termos da seção 295A do Código Penal Indiano e podem enfrentar até três anos por acusações de que eles realizaram uma "conversão forçada" ou "campanha de conversão". Um dos líderes salientou: "Ser um pastor na Índia está se tornando um pesadelo, a perseguição aqui está atingindo os níveis como nos tempos de Paulo".

Como relatado por The Times of India, os pastores foram acusados ​​de recorrer à violência quando os hindus locais se recusaram a aceitar a evangelização. Eles tinham um ministério bastante ativo na área de Irauli Gurjar. Os pastores foram acusados ​​de tentar forçar os hindus de castas inferiores a se converterem ao cristianismo.

Entenda o caso:

Os membros da família do Pastor Stanley Jacob disseram ao BACA, também conhecido como a Associação Cristã Paquistanesa Britânica, que Jacob e os outros pastores foram convidados por uma mulher chamada Mamta para ir em sua casa e orar na segunda-feira. Mamta recentemente se mudou para a aldeia depois que ela e seu marido, Pradeep Singh, se converteram ao cristianismo.

"A irmã de Mamta também se converteu recentemente ao cristianismo, mas todas essas conversões haviam perturbado sua família", informa BACA. "Os pastores visitaram a casa para realizar uma reunião e compartilhar o Evangelho, orar e distribuir Bíblias com pessoas locais que iriam também para reunião".

No entanto, a reunião de oração foi interrompida por hindus indignados. De acordo com a BACA, o tio de Singh, Lal, chamou a polícia. Os oficiais chegaram rapidamente e levaram os pastores para longe.

Lal Singh também apresentou uma queixa, apesar de não estar presente durante as reuniões, e alegou que os pastores eram culpados de promover conteúdo blasfemo. Singh também afirmou ter sido informado de que havia conversões forçadas sendo feitas.

Suporte

De acordo com o BACA, os sete pastores foram recusados ​​à fiança na quarta-feira. "Eu não posso expressar a frustração que sinto por esses pastores. As palavras simplesmente não podem transmitir a raiva que sinto quando penso nessa prisão injusta, com base nas mentiras da população local com medo da mensagem evangélica de Cristo", disse o principal oficial do BACA na Índia, pastor Naresh.

"Os homens que tentam salvar a vida e as almas dos outros são presos pelo capricho dos extremistas, mas nunca perdem sua vocação ou fé", complementou. Os sete pastores presos são: Stanley Jacob de Kerala, Pastor David de New Dehli, Vijay Kuma de Odisha, Pastor Amit de Mathura, Cimeira Varghese de Hathras, Pastor Anita de Hathras e Dinesh de Rajasthan.

"Nós faremos o que for possível por esses pastores. Já aconselhei algumas famílias e vou visitá-las e ver o que podemos oferecer, incluindo suporte para honorários legais", declarou Naresh. "No entanto, há esposas e crianças que esperam notícias diariamente, temerosas do que acontecerá com o patriarca de sua família. É simplesmente uma situação devastadora", finalizou.

Fonte: Mundo Gospel


Categorias

MISSÕES