Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.
Ele faz cessar as guerras até ao fim da terra; quebra o arco e corta a lança; queima os carros no fogo.
Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra.
O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.

Salmos 46

Blog

A batalha contra a ideologia de gênero começa nos joelhos, diz Helena Tannure

A pastora Helena Tannure alertou os cristãos sobre a importância da oração em relação às causas seculares como ideologia de gênero, por exemplo. Ela ainda diz que as batalhas espirituais devem ser guerreadas de forma espiritual, tomando cuidado com o que é publicado nas redes sociais.

“A Bíblia diz que está na nossa mão fazer o bem e a gente não faz. Pecamos. Chega de ficar diante da televisão dizendo: ‘Nossa, misericórdia. Que mundo ruim. O sangue de Jesus tem poder. Onde que a gente vai parar?’. Eu acho uma graça, a galera levantando bandeira”, comentou.

“O pessoal fica no meu Instagram atiçando: ‘Você não vai falar nada contra a ideologia de gênero? Você não vai falar nada contra o peladão do MAM?’. Gente, eu tenho as minhas batalhas, eu sei como que luto eu não vou fazer propaganda do inferno no meu Instagram. A imagem que eu quero esconder dos meus filhos eu não vou por no meu Instagram”, disse ela.

“A gente tem que ser inteligente. O diabo está usando a gente para fazer propaganda dele, aí todo mundo fica escandalizado com a ideologia de gênero. Ela tem que ser combatida? Tem! Primeiro nos joelhos. ‘Ah, você não vai falar nada da palestra?’. Eu nem estava sabendo, quem me contou foi os crentes”, pontuou.

“Agora, se eu entro no meu quarto, fecho minha porta. ‘Senhor, em nome de Jesus, você vai falir essa palestra. Você vai colocar a mente dela em confusão, porque o diabo não vai discipular minha nação. Gente, toma o seu lugar de batalha. Pára de lutar com punho guerra que é espiritual”, salientou.

Poder da oração

Helena ainda ressalta que a oração não deve ser encarada como uma ação passiva. “Todo mundo xingando no Instagram, mas não faz coisa nenhuma. Só fica no blá blá blá. Todo mundo indignado, mas na prática não faz nada. Eu sei o que eu estou fazendo e quem tem que saber o que eu estou fazendo é o meu inimigo. Ele tem que lamentar cada dia que eu sair da cama. ‘Ah, lá vem aquela mulher me perturbar de novo’. É isso que eu quero que ele fale ao meu respeito”, colocou a pastora.

“Chega de passividade, gente. Passividade espiritual. ‘Ah, mas eu vou só orar?’. Só orar? Se você acha que só orar é pouco, querido nasce de novo, vai se converter, aceita Jesus. A oração é a arma mais poderosa, ela move o céu e ela detém o inferno. O diabo desbotou a oração na igreja. ‘Oração é coisa do pessoal da intercessão’. Não, oração é coisa de cada crente”, pontuou.

Fonte: Mundo Gospel


Categorias

Polêmica