Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, Ele é tudo o que eu preciso. (Salmo 73:26)

Deus é fiel e Jesus salva!

Blog

Milhares de cristãos marcham contra “ideologia de gênero” na Croácia

Milhares de conservadores foram às ruas da Croácia para protestarem contra a adesão do país à Convenção de Istambul, acordo pan-europeu que defende uma agenda pró-LGBT. Originalmente criada para “prevenção da violência contra as mulheres”, a versão mais recente do tratado defende gênero como “construção social”, pede a legalização dos casamentos gays e a garantia de direitos a pessoas transexuais.

Os manifestantes fizeram orações e cantaram canções patrióticas. A maior marcha ocorreu neste sábado (24), na capital Zagreb. Promovida pela oposição conservadora da Croácia e a Igreja Católica, eles pedem que o Parlamento croata não ratifique o acordo que já foi assinado por 44 países.

As faixas e cartazes em defesa dos “valores cristãos” e da “família tradicional”, foram classificados pela imprensa como discurso de “extrema-direita”, ainda que o país seja predominantemente católico.

No início desta semana, o governo da Croácia anunciou a adoção dos documentos da Convenção. No mês passado, esse mesmo tratado foi rejeitado por Bulgária e Eslováquia, por objeções similares sobre a imposição da ideologia de gênero.

O governo croata buscou um meio-termo, pedindo ao parlamento para ratificar o tratado, mas emitiu uma declaração em separado, afirmando que não mudaria a definição da lei atual de casamento como “união entre um homem e uma mulher”.

A indignação dos conservadores é tanta, que eles pediram que o primeiro-ministro Andrej Plenkovic renunciasse, acusando-o de ter traído o voto conservador. O pedido deles é que seja feito um referendo sobre o assunto.

Kristina Pavlovic, uma das organizadoras do protesto, afirmou: “Eu acho que isso pode ser um ponto de virada para a Croácia, quando devemos decidir preservar os valores da família ou deixarmos que Bruxelas (sede da União Europeia) nos diga que pode haver dois pais ou duas mães”.

“Eu protesto pelo meu neto, bisneto e todos aqueles que deram suas vidas pela Croácia”, asseverou um veterano do exército. 

Fonte: Gospel Prime


Categorias

Polêmica