Informe Gospel TV



As Mais Vistas



Parceiros

Reflexão

Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, Ele é tudo o que eu preciso. (Salmo 73:26)

Deus é fiel e Jesus salva!

Blog

Candidatos que pedem voto em culto cometem crime eleitoral, decide TSE

Durante a campanha eleitoral de 2014, o deputado estadual Márcio José Oliveira (PR/MG) e o candidato a deputado federal Franklin Roberto Souza (PP/MG) participaram de um culto na Igreja Mundial do Poder de Deus, onde o pastor local pediu votos para os dois.

Denunciados por abuso de poder econômico, o caso de ambos foi julgado pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta terça-feira (21). A maioria dos ministros decidiu acompanhar o voto da relatora do processo, ministra Rosa Weber. Com isso, além da cassação de Oliveira, os dois se tornaram inelegíveis por oito anos.

O processo comprovou que o líder da igreja pediu explicitamente votos para os dois candidatos durante evento religioso que contou com a presença de cinco mil fiéis. O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) já havia condenado Oliveira e Souza, que recorreram.

Para Rosa Weber, o caso é de “enorme gravidade”. Ela destacou que, no culto, foram distribuídos panfletos dos candidatos e que o pastor da igreja pediu que cada fiel conseguisse “mais dez votos” para cada um.

Por sua vez, o ministro Admar Gonzaga lembrou que igrejas possuem privilégios fiscais, concluindo que o ato praticado na Igreja Mundial do Poder de Deus configurava, assim, abuso de poder econômico. 

Com informações Estadão


Categorias

Polêmica