Informe Gospel TV






Parceiros

Reflexão

Ainda que a minha mente e o meu corpo enfraqueçam, Deus é a minha força, Ele é tudo o que eu preciso. (Salmo 73:26)

Deus é fiel e Jesus salva!

Blog

Arqueólogos fazem descoberta que pode esclarecer como Sodoma e Gomorra foram destruídas

Durante a reunião anual das Escolas Americanas de Pesquisa Oriental em Denver, Colorado (EUA), o arqueólogo Phillip Silvia relatou, segundo reportou a revista Newsweek, as descobertas surpreendentes de escavações na área que acredita-se ser o local das cidades bíblicas de Sodoma e Gomorra.

O sítio arqueológico fica na região de Middle Ghor, no Vale do Jordão, onde viviam cerca de 65 mil pessoas naquela época. As pesquisas no local indicam a destruição por uma “poderosa onda de calor, vento e partículas minúsculas”.

Essa grande calamidade, ocorrida há uns 3,7 mil anos, deixou a região inabitável por séculos. Silvia, que comando uma equipe da Universidade Trinity Southwest, instituição cristã de ensino superior, argumenta que a civilização que habitava o lado oriental do mar Morto tenha sido destruída pela explosão de um meteorito na atmosfera.

Os arqueólogos acreditam que a explosão teria gerado grandes ondas de água supersalgada do mar Morto. Ela teia destruído “não apenas 100% das cidades da Idade do Bronze, mas também arrasou o solo agrícola das zonas outrora férteis”.

A explosão do meteorito a pouca altitude teria causado catástrofe que destruiu uma grande extinção do território, incluindo a cidade antiga de Alto el-Hammam, onde os pesquisadores vêm trabalhando há anos. Exames de datação por radiocarbono revelaram que paredes de tijolos de argila desapareceram bruscamente na cidade, restando apenas seus fundamentos de pedra. Os cientistas calculam que foram destruídas pelo menos cinco cidades e mais pequenas aldeias em uma área de 25 quilômetros.

Além disso, a cerâmica superficial encontrada nas escavações derreteu ao ponto de se tornar vidro, indicando sua exposição a temperaturas muito altas. A catástrofe deixou a região inabitável por uns 700 anos, calculam os cientistas, que irão continuar escavando o local nos próximos meses.

De acordo com a Bíblia, as cidades antigas, foram destruídas por Deus por causa do comportamento pecaminoso de seu povo. O texto de Gênesis 19: 24 refere-se à destruição como uma chuva de “enxofre e fogo”, sem dar maiores detalhes de como isso ocorreu.

Fonte: Gospel Prime


Categorias

Curiosidades